Wagner Almeida, Duds (Home) e Fred em Porto Alegre

Wagner Almeida, Duds (Home) e Fred em Porto Alegre

sexta
19:00
O evento acontecerá daqui 9 meses em uma sexta. Ver minha agenda neste dia

Casa Obscura

Rua Garibaldi, 776, 90035-051 Porto Alegre

Sobre o evento

Wagner Almeida (MG), Duds (Home) e Fred se apresentam na Casa Obscura, em Porto Alegre.

Data: 17/01
Horário: A partir das 19h (shows se encerram as 22h)
Local: Casa Obscura - Rua Garibaldi, 776 - Independência, Porto Alegre
Valor: R$15 (pagamento na entrada)

Wagner Almeida:
Wagner Almeida é um músico belo-horizontino de 21 anos, que faz parte do selo/coletivo Geração Perdida de Minas Gerais. Em 2018 lançou seu primeiro disco, "Crescimento/Desistência", uma mistura de rock alternativo, emo e folk, que figurou em algumas listas de melhores discos brasileiros do ano na ocasião. Em 2019, lançou seu segundo álbum, "Domingos à Noite", onde implementou elementos eletrônicos e sons mais etéreos na produção. Ainda em 2019, Wagner fez uma turnê passando pelo sudeste e sul do brasil, realizando o total de 12 shows, passando por 5 estados. Em um dos momentos mais conturbados de sua vida, o artista reuniu suas forças e as combinou em seu segundo lançamento neste ano, o EP "Sonho Violento".

wagneralmeida.bandcamp.com

Duds (Home):
Duds é Eduardo Possa. Baterista de Irmão Victor e Frabin, guitarrista de Exclusive os Cabides e a pessoa por trás de Home. Home é o projeto iniciado em 2016, Porto Alegre, que fez duds transformar a solidão, momentos conturbados e o desejo de melhorar em músicas. Com 9 albuns/eps lançados, gravados em apartamentos de maneira independente, voltou a tocar pra apresentar momentos do início, meio e futuro da banda. Suas principais influências são artistas dos anos 10 que transformaram músicas gravadas em quartos em um gênero musical relevante (alex g, starry cat, black marble, mac demarco etc.)

https://hhhome.bandcamp.com/album/home

Fred:
Fred é um terço da Tigres Tristes, banda de rock triste portoalegrense composta ainda por Peppy e Matt. Tocam o som mais jovem e portoalegrense da juventude portoalegrense, infelizmente. Guitarras rudimentares, acordes simples e canto desafinado desatam em um emo tupiniquim boêmio.

Eventos similares

Abrir no facebook
Compartilhar