Aproveite a cidade de Porto Alegre

Tom Jobim Instrumental - Luiz Mauro Filho e Dinho Oliveira

Resultado da parceria entre a Biblioteca Pública do Estado do RS (Riachuelo, 1190) e o produtor Marcos Monteiro, o Projeto Chapéu Acústico promove, no dia 10 de setembro (terça), às 19h, “Tom Jobim Instrumental”, com Luiz Mauro Filho (piano) e Dinho Oliveira (guitarra). No mês de aniversário do projeto, que teve início em 2016, o show que nele se apresentou há três anose já passou pelo Theatro São Pedro, dentre outras casas de espetáculos, agora vem com novas músicas do eterno mestre Tom Jobim, em uma justa homenagem a esse incrível e imortal artista. A entrada é gratuita ou mediante contribuição espontânea.

“Wave” sobe à tona mais uma vez, e dessa vez, "desmergulhando" alguns dos seus geniais temas que teimam em ficar submersos... Dinho Oliveira (violão) e Luiz Mauro Filho (piano) transformam em música alguns dos sonoros ‘papos jobinianos’ que tiveram desde sempre. Um Jobim nada "usual", porém não menos popular e tão bonito quanto todos os outros será apresentado pela dupla, que trará entre outras raridades a “Two Kites”, “Estrada Branca”, “Radamés y Pelé”, “Marina Del Rey”, “Mojave”, entre outros segredos que serão desvendados por quem comparecer à apresentação. Esta é a segunda vez que os músicos tocam o “Tom Jobim Instrumental” no Chapéu Acústico.

LUIZ MAURO FILHO
Pianista gaúcho de grande talento, circula com desenvoltura pelo jazz, salsa, pop/rock e MPB. Estudou com o pianista, arranjador e maestro Paulo Dorfman e cursou Bacharelado em Piano na UFRGS. Recebeu o prêmio de melhor Instrumentista no III Festival do Choro de Porto Alegre (1993). Participou de três discos e shows de Nei Lisboa, acompanhou o show de Edu Martins e do célebre saxofonista americano David Lieberman no Theatro São Pedro, Débora Blando, Geraldo Flach, Lucia Helena, Loma, Lourdes Rodrigues, Rubens Santos, Fernando do Ó, Giovani Berti, Gelson Oliveira, James Liberato, Júlio 'Chumbinho' Herrlein, Jorginho do Trompete, Ângela Jobim, Kako Xavier, Henry Lentino, Maria Helena Andrade, Grupo Vocal Muito Prazer, Grupo Vocal Mandrialis, Edilson Ávila, Tito Madi, Mario Falcão, Ná Ozzetti, Delicatessen, Adriana Deffenti, Pedro Mariano com Orquestra do Teatro São Pedro, Zé Miguel Wisnik, entre muitos outros. Compõe temas instrumentais e arranjos para outros compositores. Teve a canção "Piu-Piu" em 3º lugar no I Festival de Música Instrumentaldo RS/1996. Participou também do álbum "Brasil 500 Anos", que viajou para Argentina e Buenos Aires. Atualmente atua como arranjador, compositor, acompanhador entre outros.

DINHO OLIVEIRA
Natural de Bagé, o guitarrista e compositor é respeitado no meio musical, apresentando-se semanalmente no Snack Bar Odeon, entre outras casas de espetáculo. Morou no Rio de Janeiro, onde acompanhou grandes feras da música instrumental brasileira. Recentemente desenvolveu o aplicativo para iPhone, O Mobi dic, que consiste em um dicionário de acordes. Dono de uma técnica apurada, consegue através de sua guitarra fazer sons totalmente singulares e com precisão inconfundível.

CHAPÉU ACÚSTICO
O projeto é realizado sempre às terças-feiras, com apresentações de músicos dispostos a movimentarem a cena local, sem depender de verba pública ou privada. Não há cobrança de ingressos, e o chapeu é usado como forma de arrecadação voluntária, como acontece nas performances de rua. A curadoria é do publicitário, fotógrafo e produtor Marcos Monteiro.

SERVIÇO:
Dia: 10 de setembro (terça-feira).
Hora: a partir das 19h.
Local: Salão Mourisco - Biblioteca Pública do Estado/BPE-RS (Riachuelo, 1190) – Centro Histórico de Porto Alegre/RS
Informações: Na BPE-RS, pelo telefone (51) 3224-5045 ou com produtor, Marcos Monteiro, via e-mail duearth@terra.com.br.
Entrada franca/Contribuição espontânea.

Texto: Vera Pinto - Imprensa BPE-RS
Fotos: Marcos Monteiro


Eventos similares

Pegue um convite