Projeto Raros: Killer Butterfly (Kim ki-young, 1978)
Atualizado em: 27 de fevereiro de 2020, 05:02

Projeto Raros: Killer Butterfly (Kim ki-young, 1978)

Na sexta-feira, 28 de fevereiro, às 20h, a Cinemateca Capitólio apresenta no Projeto Raros o melodrama psicotrópico sul-coreano Killer Butterfly (Salin nabireul jjonneun yeoja, 1978, 110 minutos), realizado por Kim ki-young, grande mestre de Bong Joon-ho, diretor de Parasita. A sessão será comentada pela crítica Carla Oliveira, integrante da ACCIRS e do Cineclube Academia das Musas. Com entrada franca, a sessão tem projeção em HD e legendas em português.

Com cores delirantes e um surrealismo mórbido, Killer Butterfly atira o espectador em uma jornada profunda pelos medos e fantasias de Young-gul, estudante solitário da Coréia do Sul do final dos anos 1970.

O desejo da morte leva o homem a uma série de encontros insólitos com tipos peculiares: um livreiro nietzschiano, uma mulher faminta com dois mil anos de idade, uma jovem burguesa de tendências suicidas.

Kim Ki-young é um dos nomes mais importantes do cinema da Coréia do Sul. Seu filme mais famoso, Hanyo – A Empregada, lançado em 1960, é considerado o maior filme da cinematografia coreana. Grande entusiasta do cinema de Kim, Bong Joon-ho faz questão de divulgar suas obras em mostras e festivais. Killer Butterfly foi programado pelo diretor de Parasita como complemento de uma retrospectiva dedicada a sua obra no Festival Lumière, em Lyon, no ano passado.

Eventos similares

Campanha System Of A Down Porto Alegre Rs Sexta 17:00 · Daqui 2 meses em Arena Do Grêmio