Poesia no Ling  Yehuda Amichai

Poesia no Ling Yehuda Amichai

quarta
16:00
O evento acontecerá daqui 11 meses em uma quarta. Ver minha agenda neste dia

Instituto Ling

Centro Cultural: Rua João Caetano, 440 - B. Três Figueiras, 90470-260 Porto...

Sobre o evento

Nosso último encontro do semestre será sobre Yehuda Amichai (1924-2000). Ele é reconhecido como um dos melhores poetas israelenses, tendo construído uma das mais ricas e diversificadas produções poéticas de seu tempo. Seus poemas — escritos em hebraico — foram traduzidos para quarenta idiomas, entre eles inglês, francês, alemão, sueco, espanhol e catalão. Neles, a tradição e a cultura judaicas ganham uma leitura atualizada, bem como tematizam a intimidade amorosa, a vida em Israel, a guerra e a paz.

Um pouco da poesia de Yehuda Amichai para aquecer:

Eu, que eu possa descansar em paz
Eu, que eu possa descansar em paz
eu, que ainda estou vivo e digo:
que eu possa ter paz no que tenho de vida.
eu quero paz agora mesmo, enquanto ainda estou vivo.
não quero esperar como aquele piedoso que almejava
uma perna do trono de ouro do Paraíso. Quero uma cadeira
de quatro pernas, aqui mesmo, uma cadeira simples de madeira.
Quero o resto de minha paz agora.
Vivi minha vida em guerras de toda espécie: batalhas dentro e fora,
combate cara a cara, a cara sempre a minha mesmo,
minha cara de amante, minha cara de inimigo
Guerras com velhas armas, paus e pedras, machado enferrujado, palavras,
rasgão de faca cega, amor e ódio,
e guerra com armas de último forno, metralha, míssil,
palavras, minas terrestres explodindo, amor e ódio.
Não quero cumprir a profecia de meus pais de que vida é guerra
Eu quero paz com todo meu corpo e em toda minha alma.
Descansem-me em paz...

(tradução: Millor Fernandes)

Sobre o professor: Pedro Gonzaga é escritor, tradutor e poeta. Tem quatro livros publicados, um deles traduzido para o francês. É também professor de Literatura Brasileira no grupo Unificado. É músico. Sua formação inclui graduação em Publicidade, mestrado em Literatura Brasileira e doutorado em Literatura. Há mais de dez anos, ministra oficinas de escrita criativa. Atualmente, é colunista do jornal Zero Hora.

Todos os meses, um encontro dedicado à poesia!

Ler poesia é uma experiência que estimula a interpretação de textos, amplia o vocabulário e provoca emoções. Segundo um estudo da Universidade de Liverpool, sua leitura afeta a área de nosso cérebro onde as lembranças autobiográficas estão contidas. Assim, os textos poéticos oferecem elementos emocionais e biográficos que potencializam a experiência cognitiva, oportunizam espaço de crescimento e nos ajudam a compreender o mundo de uma forma mais humana.

Informações gerais:

Período: 27.11.2019
Dia da semana: quarta
Duração total: 2h
Horário: das 16h às 18h

Esta atividade tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Governo Federal.

Eventos similares

Abrir no facebook
Compartilhar