Este evento já ocorreu quarta, 30 de outubro de 2019, 16:00.
Poesia no Ling  João Cabral de Melo Neto
O evento ocorreu quarta, 30 de outubro de 2019, 16:00

Poesia no Ling João Cabral de Melo Neto

Instituto Ling

Centro Cultural: Rua João Caetano, 440 - B. Três Figueiras, 90470-260 Porto...

Sobre o evento

Nosso terceiro encontro do semestre será sobre João Cabral de Melo Neto (1920-1999). Um dos maiores poetas da literatura brasileira, Cabral de Melo Neto pertence a terceira fase do modernismo e é conhecido por sua capacidade de experimentação e inovação linguística. Sua poética explorou desde a lírica amorosa até a poesia engajada. Guiada pela racionalidade, sua obra é caracterizada pelo rigor estético e pelo uso de rimas toantes.

Um pouco da poesia de João Cabral de Melo Neto para aquecer:

Morte e Vida Severina

— O meu nome é Severino,
como não tenho outro de pia.
Como há muitos Severinos,
que é santo de romaria,
deram então de me chamar
Severino de Maria;
como há muitos Severinos
com mães chamadas Maria,
fiquei sendo o da Maria
do finado Zacarias.
Mas isso ainda diz pouco:
há muitos na freguesia,
por causa de um coronel
que se chamou Zacarias
e que foi o mais antigo
senhor desta sesmaria.
Como então dizer quem fala
ora a Vossas Senhorias?
Vejamos: é o Severino
da Maria do Zacarias,
lá da serra da Costela,
limites da Paraíba.
Mas isso ainda diz pouco:
se ao menos mais cinco havia
com nome de Severino
filhos de tantas Marias
mulheres de outros tantos,
já finados, Zacarias,
vivendo na mesma serra
magra e ossuda em que eu vivia.
Somos muitos Severinos
iguais em tudo na vida:
na mesma cabeça grande
que a custo é que se equilibra,
no mesmo ventre crescido
sobre as mesmas pernas finas,
e iguais também porque o sangue
que usamos tem pouca tinta.
E se somos Severinos
iguais em tudo na vida,
morremos de morte igual,
mesma morte severina:
que é a morte de que se morre
de velhice antes dos trinta,
de emboscada antes dos vinte,
de fome um pouco por dia
(de fraqueza e de doença
é que a morte Severina
ataca em qualquer idade,
e até gente não nascida).
Somos muitos Severinos
iguais em tudo e na sina:
a de abrandar estas pedras
suando-se muito em cima,
a de tentar despertar
terra sempre mais extinta,
a de querer arrancar
algum roçado da cinza.

(1945)

Sobre o professor: Maria do Carmo Campos possui Licenciatura e Mestrado em Letras pela UFRGS. Doutorado em Letras pela USP. Foi Professora Titular de Literatura Brasileira na UFRGS, com experiência no ensino médio e superior. Professora convidada em universidades estrangeiras do Canadá, França e Portugal. Autora de livros de ensaios literários e de poesia, entre os quais “A matéria prismada”, “Matinas ; Bagatelas”.

Todos os meses, um encontro dedicado à poesia!

Ler poesia é uma experiência que estimula a interpretação de textos, amplia o vocabulário e provoca emoções. Segundo um estudo da Universidade de Liverpool, sua leitura afeta a área de nosso cérebro onde as lembranças autobiográficas estão contidas. Assim, os textos poéticos oferecem elementos emocionais e biográficos que potencializam a experiência cognitiva, oportunizam espaço de crescimento e nos ajudam a compreender o mundo de uma forma mais humana.

Informações gerais:
Período: 30.10.2019
Dia da semana: quarta
Duração total: 2h
Horário: das 16h às 18h

Esta atividade tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Governo Federal.

Organizadores

Instituto Ling

Similares

Sem eventos similares

Soiree

Ver todos os eventos da categoria soiree em Porto Alegre
Abrir no facebook
Compartilhar
Instalar aplicativo