Minicurso | Desinformação e plataformas digitais

Em tempos de pós-verdade e de guerrilha (des)informativa, agentes humanos e não-humanos se misturam com modulações algorítmicas, disparos massivos e automatizados de notícias em redes sociais e estratégias de uso de dados e de personalização de conteúdo. Tanto os humanos quanto os sistemas e as estratégias de comunicação são atores naquilo que, problematicamente, chamamos de "fake news". Buscamos compreender, neste minicurso, como a desinformação surge e se espalha por meio das redes sociais e plataforma digitais.

A ideia é refletir sobre o papel de humanos e não-humanos como agentes de desinformação e o impacto gerado na vida em sociedade, com ênfase aos processos comunicacionais. O minicurso começa com uma perspectiva histórica, chegando ao momento atual e problematizando as discussões e os termos da área (como "fake news", por exemplo). Nesse trajeto, examinaremos também o papel dos veículos de comunicação e dos jornalistas no processo de desinformação. Por fim, trabalharemos questões ligadas à lógica algorítmica, aos modos de funcionamento e sociabilidades em diferentes plataformas e redes sociais digitais (tais como o Whatsapp, o Facebook, o Youtube e o Twitter), e à presença de formas autônomas de produção e replicação de conteúdo nesse cenário (como bots), debatendo o papel dos agentes não-humanos no processo de polarização política e de acirramento das crises institucional e epistêmica.

LUIZA CAROLINA DOS SANTOS é doutoranda em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com estágios doutorais na Goethe Universität (Alemanha) e no Sussex Humanities Lab da Universidade de Sussex (Reino Unido), mestre em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, especialista em Economia da Cultura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e bacharel em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo. Pesquisa mídias digitais, processos de automação, inteligência artificial e lógicas computacionais na interface com a comunicação.

MARÍLIA GEHRKE é jornalista, mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutoranda pelo mesmo programa. Apresenta experiência como jornalista multimídia. Foi repórter de jornal diário no interior do RS, onde passou por diferentes editorias. Pesquisa jornalismo guiado por dados, fontes, transparência e desinformação.

QUANDO:
• 18 e 19 de dezembro, das 18h30 às 21h.

VALORES:
• Graduandos: R$ 80
• Pós-graduandos: R$ 100
• Público geral: R$ 120

INSCRIÇÕES:
https://www.sympla.com.br/desinformacao-e-plataformas-digitais-a-rede-social-em-tempos-de-fake-news__717043

Eventos similares

Pegue um convite