Este evento já ocorreu sexta, 25 de outubro de 2019, às 20:00h.
Lançamento das coletâneas Ancestralidades e Raízes
O evento ocorreu sexta, 25 de outubro de 2019, às 20:00h
Salvar

Boteco Do Paulista.

·
Seguir
Rua Riachuelo 224/230, 90010-270 Porto Alegre

Sobre o evento

Coisa de preto: coletâneas reúnem textos de escritoras e escritores negros contemporâneos.

Durante mais de três séculos e meio, nascer negro ou negra no Brasil — último país das Américas a abolir a escravidão — implicou amargar condições de existência terríveis. No entanto, ao precipitar-se para a conclusão de que tudo isso ficou para trás, comete-se grave engano. Longe de significar o fim do terrorismo contra a população negra por parte da elite branca, o final do século XIX brasileiro simbolizou, isto sim, o pontapé inicial de um longo e perverso processo de aperfeiçoamento e sutilização da mentalidade escravocrata, o qual se desenrolaria ao longo de todo o século seguinte. Eram os alicerces do capitalismo à brasileira, onde a desigualdade social se confunde com a questão racial; nascia, naquele distante 13 de maio de 1888, o que mais tarde chamaríamos de “racismo estrutural”.

Percebendo que o estabelecimento de uma nova dinâmica nessa estrutura passa necessariamente pelo campo do discurso e da produção de conhecimento, escritoras e escritores negros brasileiros apresentam novas obras para os leitores gaúchos. Os livros Raízes – Resistência Histórica Volume II e Ancestralidades – Escritores Negros serão autografados no dia 25 de outubro, a partir das 20h, no Boteco do Paulista (Rua Riachuelo, 224/230, Porto Alegre/RS). Estarão presentes na sessão de autógrafos as escritoras porto-alegrenses Ana dos Santos e Dedy Ricardo, e a uruguaianense Dóris Soares, autoras participantes de Raízes, e os escritores porto-alegrenses Duan Kissonde, José Falero e Tônio Caetano, participantes de Ancestralidades, obra que conta ainda com o também porto-alegrense Bruno Cardoso.

Raízes – Resistência Histórica Volume II e Ancestralidades – Escritores Negros são coletâneas que reúnem textos de 20 escritoras e 22 escritores negros brasileiros, respectivamente. As obras não devem ser entendidas apenas como um simples par de livros, mas como dois símbolos políticos, dois símbolos de resistência e de empoderamento; como deliberada recusa ao lugar historicamente reservado às negras e aos negros no Brasil. Raízes e Ancestralidades compõem uma legítima insurgência nas entranhas de um país onde, não obstante a maioria negra da população, a maior parte dos escritores publicados são brancos.

Ancestralidades conta com texto de orelha de GOG, prefácio de Ricardo Aleixo e apresentação de Igor Chico e Ygor Peniche. Raízes, por sua vez, tem texto de orelha de Fátima Trinchão, prefácio de Nina Rizzi e Elizandra Souza, e apresentação de Dóris Soares e Letícia Araújo. As obras chegam pela editora Venas Abiertas, de Minas Gerais.

Similares

Sem eventos similares

Curso de tema acadêmico

Ver todos os eventos da categoria curso de tema acadêmico em Porto Alegre
Site oficial
Compartilhar