Jornada Kaingang do Instituto de Psicologia UFRGS

Jornada Kaingang do Instituto de Psicologia UFRGS

segunda
15:00
O evento acontecerá daqui 12 meses em uma segunda. Ver minha agenda neste dia

Biblioteca Do Instituto De Psicologia...

Ramiro Barcelos 2600 - Térreo, 90035-003 Porto Alegre

Sobre o evento

O Programa Biblioteca Viva, o PET Psicologia, o Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais NIT-UFRGS e o Coletivo Catarse convidam toda Comunidade para a:

JORNADA KAINGANG DO INSTITUTO DE PSICOLOGIA UFRGS!

Incêndios criminosos queimam a floresta amazônica, lama tóxica vinda das barragens destrói ecossistemas e comunidades inteiras, toneladas de petróleo derramados no oceano comprometem a vida nas praias do nordeste, mineradoras ameaçam a vida na região metropolitana de Porto Alegre, enquanto as emissões de carbono se aproximam do 'ponto de não retorno'... Paralelamente, a experiência de vida nas cidades é cada vez mais pautada no consumo de produtos industrializados e serviços, jornadas de trabalho extenuantes, concentração de renda, miséria e desemprego.

Enquanto o mundo civilizado segue sua busca por desenvolvimento, explorando de forma irresponsável os recursos naturais, atropela os modos de vida que se constituem de maneira diferente. As culturas populares, tradicionais e originárias, cosmovisões integradas à natureza, são, historicamente, os principais alvos (e os mais vulneráveis) da ganância de estados e corporações.

Há mais de 500 anos, indígenas da etnia Kaingang vêm resistindo, no sul do Brasil, ao genocídio de suas populações e ao etnocídio de sua cultura. Carregam, na luta pela reocupação de suas terras ancestrais, toda complexidade de sua relação com os seres da mata e seu respeito pela natureza.

Para os Kaingang a luta pela terra não está separada da profunda relação com a natureza, que se expressa através de seus Kujàs (xamãs). É isso que a exposição fotográfica "Territorialidade, Xamanismo e (De)colonialidade: A luta pela terra Kaingang no sul do Brasil", produzida pelo Coletivo Catarse, busca mostrar, por meio de fotografias das retomadas das terras desse povo originário e de suas práticas xamânicas.

As rodas de conversa e debates na programação pautam também a inserção dos saberes e modos de vida kaingang na universidade e a história de suas lutas, por suas terras, por sua existência e por sua percepção do mundo.

Nas atividades, serão apresentados os trabalhos do Coletivo Catarse, do PET Psicologia e do Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais NIT-UFRGS, com a presença e protagonismo de convidados Kaingang.

Eventos similares

09:00h · Show
Abrir no facebook
Compartilhar