Dançando Com Lobos ~ La Mariposa

Dançando Com Lobos ~ La Mariposa

domingo
15:00
O evento acontecerá daqui 8 meses em uma domingo. Ver minha agenda neste dia

Filhas De Rá

Rua Doutor Gastão Rhodes, 327, 90620040 Porto Alegre

Sobre o evento

Laboratório de Dança Ritual inspirado no livro "Mulheres Que Correm Com Os Lobos", da psicanalista junguiana Clarissa Pinkola Estés.

*** CAPÍTULO 7 ***

La Mariposa ~ A Mulher Borboleta: "A natureza selvagem jamais defenderia a tortura do corpo, da cultura ou da terra. A natureza selvagem jamais concordaria em açoitar as formas com o objetivo
de provar valor, "controle" ou caráter, de tornar essas formas mais agradáveis ao olhar ou mais valiosas em termos financeiros.

Neste encontro, trabalharemos, através de dinâmicas de amor-próprio e de aceitação de si mesmo, com o resgate do vínculo instintivo da mulher com seu corpo natural, a fim de que o movedor crie confiaça em si mesmo e baseie sua auto-estima na sua essência.

Domingo, 16/02/2020, das 15h às 18h
Espaço Filhas de Rá (Dr. Gastão Rhodes, 327)
Duração: 3h

Investimento:
- Público geral: R$ 120,00.
- Alunos do Laboratório "Performance Ritual" do RS e alunos que fizeram os três primeiros capítulos: R$ 100,00.
- Será disponibilizada uma bolsa de estudos.
- Bolsas através de investimento solidário (se houver).

Formas de pagamento:
- Através de depósito bancário (Solicitar dados inbox).
- Sympla: https://www.sympla.com.br/dancando-com-lobos--la-mariposa__778405

Quem pode participar?
- Mulheres acima de 16 anos.
- Homens (acima de 16 anos) que se identificam com o arquétipo da Mulher Selvagem.
Obs.: Não é necessário ter lido o livro, nem ter participado dos outros encontros e nem ter experiência em dança para participar das vivências. Todos são bem-vindos!

*** VAGAS LIMITADAS! ***
Mais informações pelo (51) 99309-8444.

Exercícios propostos com base nas estruturas curativas ocultas nos contos e seus significados mais profundos.
Objetivo: Resgatar, através da dança, os atributos saudáveis e instintivos do arquétipo da Mulher Selvagem.

"Todas nós temos anseio pelo que é selvagem. Existem poucos antídotos aceitos por nossa cultura para esse desejo ardente. Ensinaram-nos a ter vergonha desse tipo de aspiração. Deixamos crescer o cabelo e o usamos para esconder nossos sentimentos. No entanto, o espectro da Mulher Selvagem ainda nos espreita de dia e de noite. Não importa onde estejamos, a sombra que corre atrás de nós tem decididamente quatro patas." Clarissa Pinkola Estés

Organização: Hölle Carogne

Eventos similares

Abrir no facebook
Compartilhar