Aproveite a cidade de Porto Alegre

Curso Comunicação Não-Violenta na Escola

Encontros: 17/09, 24/09 e 01/10 das 19h às 21h15

A Comunicação Não-Violenta (CNV) tem como proposta a reformulação de uma linguagem que utiliza alguns paradigmas sociais (culpa e punição) para a construção de seu vocabulário. Por estarmos inseridos numa sociedade que possui esses padrões de funcionamento, somos atingidos (uns mais, outros menos) pela
violência invisível que permeia nossas relações, mesmo sem estarmos conscientes dela.

Ao escutarmos o termo “Comunicação Não-Violenta”, pode existir algum tipo de resistência interna, “eu não sou violento, procuro sempre manter a calma, não agrido, evito conflitos”. Temos a representação de que xingamentos declarados, agressão física ou tom de voz alterado são exemplos de violência. Entretanto, na
CNV descobrimos que uma comunicação que estimula nos outros ou em si mesmo a culpa, o medo ou a vergonha, é uma comunicação violenta.

Objetivos

• Promover a reformulação da linguagem através do desenvolvimento de habilidades socioafetivas que transformam conflitos em diálogo;

• Aprender a identificar o que é importante para si mesmo, comunicar de forma assertiva, preservando a integridade pessoal e a integridade do outro;

• Obter melhores resultados para a abordagem de problemas humanos, desde os relacionamentos mais íntimos, sociais, profissionais, até conflitos políticos globais;

• Qualificar a expressão e a escuta (expressão honesta e escuta empática);

• Identificar conflitos (implícitos ou explícitos) e mediá-los de forma a elaborar soluções satisfatórias para as partes envolvidas baseadas na cooperação, parcerias e acordos;

• Sensibilizar para o olhar humanizado e o bem-estar no ambiente institucional.

Conteúdo Programático:
- Introdução à Comunicação Não-Violenta (CNV);
- Não-Violência e a escola;
- O que é Compaixão;
- O que é Empatia;
- Empatia X Simpatia;
- O que é Comunicação;
- Expressar e Ouvir;
- Comunicação + Não-Violência;
Pegue um convite