Aproveite a cidade de Porto Alegre

Cineclube Independente - Sessão I: O princípio da atuação

A Fluxo – Escola de Fotografia e Cinema e a LORA - Coletivo de Cinema Independente lançam o Cineclube Independente.
Um espaço de troca, diálogo e reflexão sobre cinema.

Um clube de cinema para críticos observadores.
Um clube de cinema para espectadores ativos.
Um clube de cinema para autores aprazíveis.
Um clube de cinema para apoiadores vívidos.

Pelo mundo, um cineclube naturalmente surge para estabelecer e ampliar o contato das vanguardas artísticas com a intelectualidade, se estendendo ao público. A ação central tem como premissa afirmar o cinema como arte. Por aqui, pela admiração e contemplação da expressão cinematográfica, Fluxo e LORA se unem em um propósito: abrir espaço ao diálogo e expandir a percepção crítica de obras clássicas e contemporâneas no formato de curtas-metragens. Densificando a história do cinema independente, sabemos que a nova onda precisa ser profunda e, por isso, questionável.

Observamos o movimento de curtas-metragens e percebemos que ele atua em um formato experimental e genuinamente autoral, legitimando e fundamentando a carreira de realizadores. E considerando que todos começam pelo mesmo caminho, o Cineclube Independente evidenciará dois curtas por edição, traçando um contraponto crítico entre novos experimentalistas e expressões iniciais de cineastas já reconhecidos na história do cinema.

A curadoria ajusta sua ótica através de catálogos de festivais de cinema independentes e licencia obras autorais diretamente com seus realizadores. A ideia é promover o acesso a conteúdos inéditos para o cenário local, filmes que não foram explorados fora do circuito dos festivais e portanto, o cineclube será um canal exclusivo de exibição para tais obras em POA.

Cada encontro apresentará dois curtas-metragens de diferentes diretores e, através do contraponto de técnica e abordagem, se promoverá o debate acerca do manifesto audiovisual de cada um. De um lado, exibiremos curtas do início da carreira de grandes nomes do meio cinematográfico. Em contrapartida, traremos filmes de jovens profissionais do audiovisual que já estão recebendo destaque internacional para suas obras inaugurais.

O formato dos encontros respeita as tradições cineclubistas e dura em torno de duas horas entre a apresentação dos filmes e o debate/diálogo sobre os mesmos. Parte do nosso manifesto enquanto hosts é desconstruir a dinâmica clássica de discussão e, para isso, diagramamos um ambiente horizontal e democrático, favorável à expansão das opiniões de maneira aberta e exponencial.

O Cineclube Independente não possui fins lucrativos. A sua movimentação se configura como uma proposta aberta à comunidade e, por isso, se compromete culturalmente em ampliar o debate em torno da linguagem e produção audiovisuais. O Cineclube defende o cinema como elemento multicultural e interdependente de representatividade temática, estética e ética.

Desta forma, se dimensionará o diálogo através da trilha narrativa, onde se iniciará a discussão pela proposta de valor dos filmes, isto é, contemplando e questionando como as obras se relacionam com as suas culturas locais e o que elas propõem de disrupção da imagem em movimento. Em seguida, se observará a forma, progressão e desdobramentos das histórias, em como os filmes interagem com as suas referências, personagens e sequencialidades. Para então, se promoverá uma conversa aberta sobre as técnicas de produção e o contexto nacional de desenvolvimento audiovisual.

O núcleo do Cineclube Independente se desenvolverá constantemente em movimento espiral sintonizado ao ritmo de seus associados cineclubistas, educando e facilitando o reconhecimento e a análise através de nuances históricas nas expressões pela janela da tela. Ressignificando a perspectiva cinematográfica enquanto espectadores, criando novas possibilidades de interpretação e instrumentalização política e cultural do cinema, libertando o público do mero culto à distração e ao entretenimento.

Sem mais, se você se identifica com esta poética vem sentir e viver esse mergulho conosco.

Sentiu?

#vidalongaaocinemaindependente

1ª Sessão – temática: O princípio da atuação. Belo ou bonito?

Apresentação dos Filmes:
“Salam” de Claire Fowler e “Pescados” de Lucrecia Martel.

Data: 03/09/19 (3ªfeira)
Horário: 19h30 às 21h30
Local: FLUXO - Rua General João Telles, 291. Bom Fim/Porto Alegre – RS

Como participar?

O Cineclube Independente acontece sempre na primeira 3ª feira de cada mês, na Fluxo Escola de Fotografia e Cinema.
Em cada sessão do Cineclube serão abertas inscrições para participar. As vagas são limitadas.

Para participar, é necessário:
1º - Inscrever-se através do link: http://bit.ly/cineclubeindependente1
2º - No dia da sessão serão distribuídas senhas para os inscritos, conforme ordem de chegada. As senhas serão liberadas em torno de 30 minutos antes da sessão;
3º - É solicitada a doação de 1kg de alimento não-perecível.

Observações:
Há um mercado quase em frente à escola, caso o participante queira comprar seu alimento não-perecível próximo ao horário da palestra.
Temos convênio com o Estacionamento João Telles, localizado na Rua João Telles, 354. O valor é de R$ 15,00 por 3h. Para receber o desconto, peça o carimbo da Fluxo no ticket.

Eventos similares

Pegue um convite