ATOS Negros: Formas de Resistência e Saúde

ATOS Negros: Formas de Resistência e Saúde

terça
13:00
O evento acontecerá daqui 11 meses em uma terça. Ver minha agenda neste dia

Salão De Atos Da Ufrgs

110 Avenida Paulo Gama, 90040-060 Porto Alegre

Sobre o evento

O Atos Negros: Formas de Resistência e Saúde, organizado pelo Coletivo Corpo Negra junto de outros coletivos e alunos negros, tem por objetivo promover um espaço de reflexões e debates acerca da subjetividade da comunidade negra interna e externa da universidade, fortalecendo vínculos e criando estratégias de permanência. Neste evento ocorrerá debates, apresentações artísticas e de quebra uma feira, para que empreendedorxs negrxs mostrem os seus trabalhos, inscrições no link a baixo. Esperamos que o evento incentive a união tanto a comunidade negra da UFRGS quanto fora dela.

-EVENTO EXCLUSIVAMENTE DE PESSOAS NEGRAS PARA PESSOAS NEGRAS.
-PROMOVEMOS CERTIFICAÇÃO QUE PODE SER USADA PARA HORAS COMPLEMENTARES.

Fiquem atentos! Mais informações em breve!

PROGRAMAÇÃO
13:00 Abertura - Coletivo Corpo Negra

13:15 Conversa dos Coletivos Negros com mediação do Corpo Negra.

14:45 MESA: Saúde mental do estudante negro
Com Phelipe Caetano, Alisson Batista, Evellyn Gonçalves da Rosa e Adriana Centeno.

17:00 INTERVENÇÃO ARTÍSTICA
Com Jovem Preto Rei - Hercules Marques

17:30 INTERVALO
Ideal para aproveitar a feira!

18:00 INTERVENÇÃO ARTÍSTICA
Cortejo em frente a Reitoria com Coletivo Dancê Art

18:30 MESA 2: Resistência negra na cena cultural
Com Ana Paula Reis, Sasha Lacrey, Luno Schrödinger e Carol Anchieta.

20:00 INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS
- Sasha Lacrey
- Poetas Vivos
- Mc Camilinha
- Bart

Coletivo Corpo Negra
Coletivo de alunas negras do curso de Dança da UFRGS que tem como objetivo visibilizar a mulher negra artisticamente e promover espaços de educação afrocentrada.

Phelipe Caetano
Graduando em engenharia metalúrgica pela UFRGS. Roteirista, estudante de audiovisual. Militante e ativista nos assuntos de raça, gênero e direitos humanos Lgbtqi+.

Alisson Batista
Psicólogo, educador e pesquisador. Atualmente se encontra no mestrado em educação. Sua trajetória é marcada pela atuação nos movimentos culturais de Porto Alegre, como o ELIPA (Encontro literário nas periferias). Como fotógrafo é co-fundador da "Denegrir - Agência de ideias".

Evellyn Gonçalves da Rosa -
Psicóloga pela Universidade Federal de Pelotas. Durante a graduação foi integrante do grupo de estudos e pesquisas É’lééko e facilitadora do grupo terapêutico Diz Aí: conversando sobre raça, gênero e sexualidade.

Adriana Centeno
Negra, mãe da Lêmba Nyanga, candomblecista, mulherista africana, advogada e servidora pública.

Jovem Preto Rei
Tem 21 anos, é pan-africanista, estudante de Psicologia e autor
do livro "JOVEM PRETO REI – Nascido Para Vencer". Mantém publicações de poesias na página no Instagram @jovempretorei. Seu trabalho é baseado na reconstrução do povo preto e no respeito e liberdade à pluralidade de cada ser.

Coletivo Dancê Art
É um grupo de dança independente fundado 2017 que tem trabalhos com forte presença de críticas sociais, destacando as danças negras com intuito de transmitir a arte na comunidade, no carnaval e nos palcos, atuam como Comissão de Frente e Ala Performáticas, criam performances e apresentações de dança em atividades culturais e beneficentes, VideoDanca e festas.

Ana Paula Reis
Graduada em Dança pela Ulbra, especialista em Dança pela UFRGS e mestranda em Artes Cênicas no PPGAC UFRGS. Atua como produtora cultural e professora de Ed. Artística / Dança da rede pública do Estado desde 2014. Entre 2015 e 2018 foi supervisora do Pibid e entre 2018 e 2019 foi preceptora do Programa de Residência Pedagógica.

Sasha LaCrey
Dj, figurinista, maquiador e Drag Queen. Quer é ver o bapho acontecer, se monta por coragem e pra passar a mensagem da negritude com salto e carão.

Luno Schrödinger
Ator e dramaturgo, estudante de licenciatura em teatro na UFRGS e coordenador do Centro Acadêmico Dionísio, militante da Juventude Faísca, Movimento Revolucionário de Trabalhadores e Quilombo Vermelho.

Carol Anchieta
Jornalista, ativista do feminismo negro e mestranda em Design Estratégico para Inovação Social na UNISINOS com foco na Moda Sustentável e na diversidade.

Poetas Vivos
Iniciativa cultural nacional independente que surge com a intenção de valorizar e fomentar a arte negra e periférica. O projeto possui caráter empreendedor pautado na educação antirracista, afirmação de direitos, no desenvolvimento socioeconômico e na potencialização de artistas, escritores, poetas, músicos, mc’s, etc.

Mc Camilinha.
Compositora que escolheu a caneta para escrever sua história dando vida às rimas.
Escolheu a voz para invadir ocupar a cena e resistir na vida.
Através do funk, trap e soul, a MC percorre entre a ostentação, o direito à liberdade de expressão, nossa luta diária enquanto povo preto e o baile pesadão!
Conheça mais na página do Facebook - Mc Camilinha e no Instagram @camilinha.mc

B.art
MC (cantora), DJ e poeta. Produz eventos voltados para a visibilidade de mulheres na cena musical e empoderamento negro. Em seu show sozinha, entre dj set e live session, trabalha a relação entre sua atuação como MC, DJ e poeta e seus sons fluem entre vivências como mulher preta, atravessada por críticas sociais e mensagens de empoderamento

LINK DE INSCRIÇÃO PARA EXPOSITORES DA FEIRA:
https://docs.google.com/forms/d/1vTKTbLXqlyzwM-ii-6BIxdyKXcb7qDIplBAVkavCeCo/edit

Eventos similares

Abrir no facebook
Compartilhar